Mês mundial de combate ao câncer de mama

O câncer de mama é um tumor maligno que ataca o tecido mamário e é um dos tipos mais comuns, segundo o Instituto Nacional do Câncer – INCA. Ele se desenvolve quando ocorre uma alteração de apenas alguns trechos das moléculas de DNA, causando uma multiplicação das células anormais que geram o cisto.

O câncer de mama é o tipo que mais acomete mulheres em todo o mundo, tanto em países em desenvolvimento quanto em países desenvolvidos. Cerca de 2,3 milhões de casos novos foram estimados para o ano de 2020 em todo o mundo, o que representa cerca de 24,5% de todos os tipos de neoplasias diagnosticadas nas mulheres.


O que é a mamografia?

A mamografia exame radiológico para avaliar as mamas, feita com aparelho de raio-X específico, chamado mamógrafo, que gera imagens de alta qualidade para se identificar lesões, assimetrias e cânceres, que geralmente apresentam como nódulos ou calcificações (principalmente o câncer de mama).


Como e quando fazer o autoexame?

Outra forma de detectar o câncer de mama é fazendo o autoexame, ele deve ser feito uma vez por mês, entre três e dez dias após a menstruação surgir. O ideal é fazer o autoexame em três posições diferentes: em pé, deitada e na frente do espelho. Veja como funciona:

 Em pé

Levante seu braço esquerdo e o coloque sobre a cabeça. Com a mão direita esticada, examine a mama esquerda. Usando a ponta dos dedos e não as pontas, sinta a mama fazendo movimentos circulares, de cima para baixo. Depois faça o mesmo procedimento com a outra mama.

 Deitada

Deitada, coloque o braço esquerdo sobre a cabeça e com a mão direita esticada examine a mama esquerda. Repita o procedimento com a mama direita.

 Na frente do espelho

Em frente ao espelho, sem roupas, observe os seios com os braços para baixo, levantados, dobrados atrás do pescoço e com as mãos na bacia, pressionando para verificar se existe alguma alteração na região da mama. Avalie o tamanho, a forma a cor, saliências, rugosidades e inchaços.

Fonte: Corb Radioterapia