Home > Calendário da Saúde> Junho > Dia Nacional de Controle da Asma


21/06 - Dia Nacional de Controle da Asma

O dia 21 de junho é lembrado como Dia Nacional do Controle da Asma, data importante para conscientizar sobre essa doença tão presente na população brasileira. Em 2021, segundo dados do Ministério da Saúde, 1,3 milhão de atendimentos foram realizados na rede de Atenção Primária do Sistema Único de Saúde (SUS). Principalmente nos meses em que há mudança climática para a chegada do inverno, os casos de crises asmáticas tendem a aumentar.

A pneumologista do HUWC Simone Fortaleza explica que a asma é uma doença inflamatória crônica que causa obstrução das vias aéreas. Apesar de ser mais comum em crianças e adolescentes, a asma pode acometer todas as idades. A dona de casa Juliana Lima, de 34 anos, sofre com a doença desde a infância e, há nove anos, é paciente do Ambulatório de Asma do HUWC. “Sinto muita falta de ar, o que me deixa muito cansada”, relatou.

Além da falta de ar e cansaço, os sintomas da asma envolvem a sensação de aperto no peito e tosse, presentes principalmente pela manhã, ao acordar, ou à noite, além de um ruído (chiado) pulmonar. As crises asmáticas são causadas pela presença dos chamados “alergenos”, que são as substâncias capazes de provocar alergias, como a poeira, o mofo e a fumaça. Em outros casos, infecções respiratórias causadas por vírus ou bactérias (resfriado, gripe, pneumonia) e até o uso de medicamentos, o estresse e a prática de exercício físico são fatores que aumentam a chance de crise. As causas da asma ainda são estudadas, mas há uma associação entre fatores genéticos e condições do ambiente em que o indivíduo vive. Isso quer dizer que há mais chance de a pessoa desenvolver a doença quando existem pessoas da família que também tenham e quando há uma exposição frequente aos alergenos.

O diagnóstico é feito a partir da observação médica aos sintomas, ao contexto do paciente em casa e no trabalho, se possui outras doenças respiratórias, como rinite e sinusite, e se há histórico familiar de asma. O exame realizado é o da espirometria, aparelho usado para avaliar a função pulmonar e os graus de obstrução. A pneumologista esclarece que doença não tem cura, mas se observam casos em que pessoas têm sintomas na infância e deixam de apresentá-los na fase adulta. Por ser uma doença variável, o tratamento é individualizado para cada paciente, observando a sua situação. Por isso, é tão importante o acompanhamento médico.



Fonte: Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares