Home > Calendário da Saúde> Março > Dia Mundial da Audição


03/03 - Dia Mundial da Audição

Com o objetivo de conscientizar a sociedade acerca da deficiência auditiva e promover cuidados auditivos, o dia 3 de março foi escolhido para ser o Dia Mundial da Audição. A data, cuja temática é tratada como questão de saúde pública, é lembrada todos os anos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e, em 2022, trouxe o tema Para ouvir por toda a vida, ouça com cuidado!.

O Dia Mundial da Audição é comemorado, anualmente, em 3 de março pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Os objetivos da campanha são: sensibilizar a população sobre a importância da audição e promover ações a fim de prevenir a perda auditiva e a melhoria dos cuidados auditivos.

Globalmente, mais de 1,5 bilhão de pessoas experimentam algum grau de perda auditiva. Destes, estima-se que 430 milhões tenham perda auditiva moderada ou grave no ouvido com melhor audição. Na Região das Américas cerca de 217 milhões de pessoas vivem com perda auditiva, ou seja, 21,52% da população. Até 2050, esse número pode subir para 322 milhões.

Recomendações para a população:
  • Boa audição e comunicação são importantes em todas as fases da vida.
  • A perda auditiva (e as doenças auditivas relacionadas) pode ser evitada por meio de ações preventivas como: proteção contra sons altos; boas práticas de cuidado do ouvido e imunização.
  • A perda auditiva (e doenças auditivas relacionadas) pode ser tratada quando identificada em tempo hábil, com os cuidados apropriados.
  • Pessoas com risco de perda auditiva devem verificar sua audição regularmente.
  • Pessoas com perda auditiva (ou doenças de ouvido relacionadas) devem procurar atendimento de um profissional de saúde.

Obs.: Doenças como sífilis, rubéola e toxoplasmose quando contraídas durante a gestação podem provocar surdez nas crianças. Por isso, faz-se necessário um adequado cuidado pré-natal. Mulheres devem tomar a vacina contra a rubéola antes da adolescência para que durante a gravidez estejam protegidas contra a doença.



Fonte: Fio Cruz