Home > Calendário da Saúde> Setembro > Dia Internacional de Atenção aos Acidentes Ofídicos


19/09 - Dia Internacional de Atenção aos Acidentes Ofídicos

A data comemorativa tem como objetivo aumentar a conscientização sobre o enorme impacto global dos acidentes com animais peçonhentos, especialmente, as picadas de cobra. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que a quantidade de pessoas que são picadas por cobras a cada ano no mundo pode chegar a 5,4 milhões. Desses, entre 81.000 e 138.000 morrem e até 400.000 ficam permanentemente incapacitadas ou desfiguradas.

Os acidentes por animais peçonhentos, especialmente os acidentes ofídicos (cobras), foram incluídos pela OMS na lista das doenças tropicais negligenciadas que acometem, na maioria das vezes, populações pobres que vivem em áreas rurais, desencadeando discriminação, abandono, perda de renda, dívidas, problemas de saúde mental e redução da qualidade de vida.

Devido ao alto número de notificações, esse agravo foi incluído na Lista de Notificação Compulsória do Brasil, ou seja, todos os casos devem ser notificados ao Governo Federal imediatamente após a confirmação. A medida ajuda a traçar estratégias e ações para prevenir esse tipo de acidente.

Animais peçonhentos são aqueles que produzem peçonha (veneno) e têm condições naturais para injetá-la em presas ou predadores. Essa condição é dada naturalmente por meio de dentes modificados, aguilhão, ferrão, quelíceras (pinças), cerdas urticantes, entre outros. Os animais peçonhentos possuem presas, ferrões, cerdas, espinhos, entre outros, capazes de envenenar as vítimas. Os que mais causam acidentes no Brasil são algumas espécies de:

  • serpentes;
  • escorpiões;
  • aranhas;
  • lepidópteros (mariposas e suas larvar);
  • himenópteros (abelhas, formigas e vespas);
  • coléopteros (besouros);
  • quilópodes (lacraias);
  • peixes;
  • cnidários (águas-vivas e caravelas).

Os sintomas do envenenamento por picada de animais peçonhentos variam de acordo com o animal, com o local da picada e com a quantidade de picadas, podendo ocorrer reações alérgicas ou tóxicas. Os venenos de cobra podem causar paralisia, hemorragia fatal, insuficiência renal irreversível e danos nos tecidos que podem levar à incapacidade e à amputação.



Fonte: BVSMS