Fonte: Biblioteca Virtual em Saúde
11/06 - Dia do Educador Sanitário

Durante as décadas de 1.930 e 1.940, o governo brasileiro pôs em prática a ideia de educar a população para a saúde. O Estado passou a se preocupar com a implementação de políticas públicas de educação sanitária, com o objetivo principal de construir uma nação com homens e mulheres trabalhadores e crianças saudáveis.

Nos anos de 1930, o educador sanitário conscientizava as pessoas, principalmente em povoados, sobre a importância da fossa séptica e o perigo do esgoto a céu aberto, por trazer doenças como verminoses, infecções gastrointestinais, etc.

Hoje, o foco do trabalho desse profissional concentra-se nas grandes cidades. Por meio de palestras, cursos, atendimentos individuais e campanhas educativas, o educador sanitário investiga, alerta e orienta a população sobre a necessidade de banho diário, da vacinação, do cuidado com os dentes e da boa alimentação, sendo temas recorrentes nas ações para a prevenção de doenças e promoção da saúde e da vida, desenvolvidos pelo Ministério da Saúde e secretarias estaduais e municipais de saúde.

Diversas mídias veiculam programas educativos sobre o tema da saúde, visando transmitir para seu público a importância de se cultivar bons hábitos cotidianos para a manutenção de uma vida saudável e com bem-estar físico e mental.

Além disso, a educação sanitária procura sensibilizar o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS), das mais diversas faixas etárias, sobre as práticas de promoção da saúde e de prevenção de agravos, de forma individual ou coletiva.

O educador sanitário promove atividades em três níveis:

  • Primário: antes da doença se instalar. Exemplo: os cuidados que se tem com um bebê durante toda a gestação, as vacinações em todas as faixas etárias e os cuidados com a alimentação.
  • Secundário: quando a doença se instala e há a necessidade de ajuda de um profissional para evitar o aparecimento de sequelas. Exemplo: os cuidados diferenciais necessários a uma pessoa diabética.
  • Terciário: quando a sequela já se instalou. Exemplo: uma pessoa que possui mobilidade reduzida e necessita usar um andador para evitar outras complicações.

Essa data comemorativa tem como objetivo homenagear e demonstrar o reconhecimento da importância desse profissional para a saúde coletiva.