Fonte: Academia Brasileira de Laringologia e Voz
Dia da Voz

Por meio da Lei nº 11.704/2008 foi instituído o Dia Nacional da Voz, com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância para a promoção da saúde, bem como informar sobre os sinais e sintomas que favoreçam o diagnóstico precoce de doenças que podem comprometer a qualidade de vida e a própria sobrevida dos indivíduos, como por exemplo o câncer de laringe.

Ao longo da vida a voz se modifica naturalmente, pois acontecem mudanças na frequência fundamental, que é o número de vibrações por segundo que as pregas vocais vibram. Essas mudanças ocorrem em virtude das transformações do crescimento e envelhecimento das estruturas responsáveis pela produção vocal.

A voz é um comportamento que revela diversas características individuais: ao ouvir uma voz identificamos e reconhecemos uma pessoa, suas emoções, temos impressões sobre a sua personalidade, intenção e imaginamos até mesmo como é essa pessoa fisicamente. A voz é considerada "o tato a distância" e por isso descrevemos vozes como aveludadas, ásperas, crepitantes, macias, brilhantes, coloridas, metálicas, dentre outras qualidades.

Abaixo é listado algumas formas de proteger a sua voz - (Fonte: BVSMS)
  • evitar tossir ou pigarrear em excesso, pois este hábito promove atrito entre as pregas vocais;
  • evitar gritar ou falar por tempo prolongado;
  • beber água em temperatura ambiente ao longo do dia, em pequenos goles, principalmente ao permanecer por muito tempo em ambientes com ar condicionado;
  • evitar bebidas alcoólicas - elas atuam como anestésicos, reduzindo a sensibilidade, favorecendo forçar mais a voz sem perceber;
  • evitar uso de pastilhas, sprays e drops, pois também atuam como anestésicos para a voz;
  • procurar ingerir maça com frequência, pois essa fruta possui propriedades adstringentes que agem limpando a boca e a faringe;
  • evitar falar em ambientes ruidosos ou com música em volume alta para não "competir" com o barulho;
  • se for alérgico, procurar não expor a mudanças bruscas de temperatura respirando pela boca, mas sim pelo nariz, que filtra e umidifica o ar;
  • não fumar, pois a fumaça é altamente irritante para a mucosa do aparelho fonador, especialmente para as pregas vocais;
  • não consumir café ou chá preto em excesso, pois estes alimentos possuem muita cafeína, ressecando o trato vocal;
  • evitar alimentos achocolatados ou derivados do leite, principalmente antes do uso profissional da voz (cantar, atuar, dar aulas, palestras), pois aumentam a secreção espessa no trato vocal;
  • fazer repouso vocal durante os intervalos no trabalho e após uso intensivo da voz;
  • não usar roupa muito apertada na região da cintura, pois dificulta a respiração diafragmática;
  • procurar manter o padrão de respiração nasal, este é o mais adequado para não trazer impactos na qualidade vocal;
  • dor na garganta que não melhora, rouquidão ou falhas na voz por mais de 15 dias, tosse, dor ou dificuldade de engolir, são sintomas que precisam ser avaliados por um médico.

É possível acompanhar os eventos do Dia Mundia da Voz clicando aqui!